Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

a dESarrumada

Citações minhas: "eu se não gostasse de meter aqui baboseiras pessoais já há muito que não tinha um blog... é que sinceramente, não tenho mais nada de interessante para escrever."

a dESarrumada

Citações minhas: "eu se não gostasse de meter aqui baboseiras pessoais já há muito que não tinha um blog... é que sinceramente, não tenho mais nada de interessante para escrever."

27
Mar15

Resumindo...

... tenho três prémios Liebster Award para responder e um desafio das 9 perguntas. Desculpem andar atrasada nestas coisas, mas fazer tanto link a blogs com esta net de merda que tenho agora é tarefa quase impossível... Juro, juro, que quando tiver net ilimitada no próximo mês (já não era sem tempo!), vos dou a atenção devida! E acrescento mais, este blog vai levar uma reviravolta daquelas bem boas. Preparem-se! Porque eu já me vou mentalizando das horas que vou aqui passar (mudar header, organizar tags, organizar as rubricas, etc, etc). Isto promete... estou ansiosa! Porque sim, até o blog mais desarrumado da Internet leva de vez em quando com uma arrumação daquelas bem repentinas.

24
Mar15

Lembram-se das Belfies? Agora surgiram as Underboobs.

Que é isso? Perguntam vocês com certeza. Algo de jeito não será certamente.

Portanto, se a belfie era uma selfie do traseiro, diga-se nalguedo. As underboobs é uma selfie às mamoilas... vistas de baixo... e com uma camisola a tapar metade das ditas cujas, quase, quase, até ao mamilo. O objetivo é simular um decote superior, visto numa outra perspectiva.


boob 1.jpg


 boob 2.jpg


 


Sim, minha gente. A desarrumada está aqui para vos explicar estas modas, extremamente úteis, das redes sociais.



E meninos, aproveitem esta moda para ver algumas "semi-mamas" a custo zero. 


 


Agradeçam mais tarde.

22
Mar15

Ausência da desarrumada: desafio às subscrições

Maltinha da pesada, esta semana prevejo que vou andar um pouco desaparecida. E talvez na próxima... espero mesmo que não... mas são coisas da bida! De qualquer forma deixo-vos, minhas subscrições, com um questionário sobre o qual se podem debruçar durante a minha ausência (podem responder nos comentários):

1) Já fizeste sexo na praia? Se não, de que estás à espera?
2) A última vez que fizeste sexo num carro, lembras-te da marca e cor da dita cuja viatura?
3) Comida durante o sexo, se sim o quê? (morangos é muito cliché, uma sandes de torresmos já marchava)
4) Posições freaky é na boa? Carrinho de mão ou ficam-se pelo missionário?
5) Experiências com alguém do mesmo sexo? "Sim, claro!", "não tenho tempo para isso" ou "deus me livre nunca na vida"?

Para já é isto... prometo que quando voltar respondo os comentários todos que tenho pendentes, e aos desafios das meninas que me fizeram o Liebster Award! Sim, não tenho dado sinais de vida, mas sei tudo que andam a fazer meus amores. E agradeço imenso! Prometo dar-vos a devida atenção quando a minha vida estiver mais calminha.

Beijos na bunda, e respondam ao desafio se faz fabor, adorava saber as vossas aventuras com o pipi.

22
Mar15

Dinheiro, poderíamos viver sem ele?

No outro dia dei por mim em intenso trabalho filosófico sobre essa coisa de que tanta gente corre atrás: DINHEIRO. E queria partilhar os meus pensamentos com vocês.

Sim, a minha meditação interna (será que lhe posso chamar assim?) começou quando me apercebi mais uma vez, sim porque esta coisa que nos ajuda a concretizar sonhos, passa várias vezes na minha cabeça, principalmente desde que emigrei... Continuando, apercebi-me que o dinheiro para mim não passa de números virtuais que aumentam na conta. Apercebi-me que é muito raro eu levantar dinheiro, ou seja, trabalho o mês todo, até emigrei por causa disso pasme-se, no final do mês os números aumentam na conta e depois passo o mês a ver esses números diminuir cada vez que meto um cartão numa máquina, numa loja qualquer.



Isto a vocês não vos faz confusão?



 

20
Mar15

Dia mundial da felicidade by desarrumada

Ora bem hoje é dia de KEEEEEBAB!!! Wiiiii!!!

Sabiam que para além disso hoje é dia mundial da felicidade? Durante a manhã não parecia muito, uma vez que recebi a meio do trabalho uma chamada do meu chefe a ser ultra rude comigo (sim, ele acha-se a última bolacha do pacote). Mas como sou maluca de todo nem isso me tira a alegria da chegada (finalmente) da primavera!!! (com o acordo ortográfico é com minúscula, certo?)

Isto sou eu hoje (e nos outros dias todos): 


parafuso.jpg


 Isto é o que me apetece fazer hoje (eles parecem estar a divertir-se imenso!!! So fucking crazy!):



 

19
Mar15

Etiqueta de Ginásio: ajuda precisa-se

Não sei se isto acontece com mais alguém, em algum outro ginásio do mundo, mas aqui ao ginásio onde vou, sempre que entra alguém na sala, essa pessoa faz questão de ir cumprimentar toda a gente com um aperto de mão, mesmo que não conheça. Resumindo, desde que entro até sair, aperto a mão a umas 7 ou 10 pessoas.


 


Será um hábito francês?



No meio disto tudo, tenho medo de andar a passar por mal educada, porque entro, cumprimento o coach, meto o mp3 nas orelhas a bombar um bom som, e ponho-me a fazer exercício. Que é o mesmo que eu e todas as pessoas do meu ginásio em Portugal faziam.

19
Mar15

Músicas que me tocam a alma #3

Esta música é daquelas que fico com arrepios só de ouvir. Não é propriamente romântica, mas é forte, e tem uma mensagem forte. É sobre um rapaz que ama uma rapariga que simboliza o pecado, e ele ama-a tanto ao ponto de a querer venerar como se fosse uma Deusa e dedicar-lhe a sua vida.

Eu adoro o raio da música. Tenho ouvido que nem uma parva no repeat do meu mp3.

Ouçam, e se ainda não conhecem arrepiem-se.



 


 

19
Mar15

Comprar ou não o bilhete de regresso?

Gostava de ter ficado acordada por vários motivos, motivos bem mais interessantes do que este. Após vários telefonemas para o meu segundo "paizinho" - colega de trabalho que já percebe bué destas coisas de emigração e o carago, e que tem sido um verdadeiro anjo da guarda - lá consegui comprar o bilhete do meu primeiro voo de ida desde que aqui estou... agora só falta comprar o bilhete de regresso.

Mas esse malandro, admito, vai custar-me mais um pedacinho de coração.

Sobre estas coisas da distância, isto parece que vai ser muito fácil quando saímos a primeira vez, mas já me avisaram que custa mais quando voltamos a segunda vez. E cada vez vai custando mais... ter a família longe custa, mas não me sentir realizada profissionalmente estava a custar mais... afinal, sou jovem e tenho sangue na guelra, quero viver tudo que tenho para viver!

Bilhetes de regresso, odeio-vos tanto.

E daí talvez não, depende daquilo para onde queres regressar. Trabalho mal pago, ameaças de desemprego constante, falta de valorização profissional? Não, obrigada. Vou só ali emigrar um bocadinho e já volto.


netos.jpg


 


"Os bilhetes de regresso são um conceito subjectivo: regresso é quando vais, ou quando voltas? Qual o verdadeiro sentido do regresso? Regressas quando vais ter com a tua família ou quando voltas à terra que te deu oportunidades?"




Pág. 1/4