Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

a dESarrumada

Citações minhas: "eu se não gostasse de meter aqui baboseiras pessoais já há muito que não tinha um blog... é que sinceramente, não tenho mais nada de interessante para escrever."

a dESarrumada

Citações minhas: "eu se não gostasse de meter aqui baboseiras pessoais já há muito que não tinha um blog... é que sinceramente, não tenho mais nada de interessante para escrever."

31
Ago15

Dar um título à relação, ou não?

Ora bem, para quem ainda não sabe (mas devia saber!), eu ando a falar com um rapazito que está em Portugal (o plutónio-man, nome carinhosamente dado por um leitor meu, e que eu aceitei de bom grado, porque o moço, efectivamente, cresceu num campo de plutónio).

E... a coisa vai não vai, entre férias,quecas tórridas, passeios giros e conversas mais sérias, decidimos ser exclusivos um  ao outro... Mas! Vem aí um mas minha gente... Aqui a dESarrumada, que é uma pessoa muito pensadora está com um problema grave (que aflige muitas mulheres pensadoras), passo a citar: nunca houve a palavra namoro no horizonte. 

Eu cá gosto de ter as coisas bem definidas e, começando a analisar demais a situação, cheguei a diversas conclusões e a outras que ainda me deixaram mais em dúvida...

Primeira questão, gosto imenso dele e ele gosta imenso de mim (palavras dele!), mas definir um namoro com 1400 km de distância a separar-nos seria algo difícil, certo? Mesmo falando todos os dias, o dia em que nos vamos voltar a ver é sempre uma incógnita, as épocas festivas seriam (quase) sempre passadas à distância, entre outras coisas giras, que com tanto (maldito) quilómetro a separar-nos seria difícil de ultrapassar. Mas, a modos que... para esta questão não encontro resposta. Já aceitei que a distância é um facto, agora é ir um dia de cada vez... certo?

Segunda questão, o sexo é óptimo, parece que estamos em sintonia, as coisas que eu gosto encaixam exactamente nas que ele gosta, e nunca senti tanto prazer e conexão com alguém antes dele. Já para não falar no bónus tamanho! Esta questão do sexo entra porquê, perguntam vocês? Porque podia simplesmente aproveitar esta componente fantástica e aproveitar estes dias tão bons que passo com ele. Cagando em rótulos, títulos, e sendo feliz, até acabar o bem bom (ou não!).

Ou seja, exponho-vos aqui a minha situação porque estou "confundida" (já dizia a outra!). Quero assumir algo sério com ele, mas ao mesmo tempo tenho medo de ser a pior ideia de sempre! Tenho medo de deixar arrastar isto, e quando me quiser afastar já estar tão envolvida que vou sofrer horrores. E tenho medo de andar cada um no seu canto a meter os palitos como bem quiser, se nunca definirmos isto (eu cá não gosto de traições, mas se não houver nada definido ele pode comer quem bem quiser, e supostamente eu também). Merda para isto. Ele é um rapaz porreiro, mas a longo prazo não me imagino a voltar para Portugal... e não sei se ele viria para aqui.

Estou sem ideias sobre o que fazer a seguir. Tenho noção que estou a pensar demais e a estragar a magia da coisa, que é muita! Por isso ou cago no assunto e deixo andar, ou tomo alguma atitude, que não sei bem qual. Se alguém já passou por isto, ajudem aqui a pobre. 

30
Ago15

Vida fit. Stay healthy.

Ontem voltei às minhas corridas e exercícios de fitness, tão fashion que eu estou! Até pus uma foto no Instagram depois da corridinha com o hashtag #running... digam lá que isto não é ser in??

Desde que aqui cheguei, a França claro está, perdi-me nos queijos e nos chocolates e engordei... engordei... e só decidi ganhar juízo quando as calças deixaram de servir. Sim, fiquei num 40, não é nenhum drama, mas sinto que este não é o MEU corpo. E por isso decidi ficar toda do fitness, e do healthy life, sigo os conselhos das outras pessoas, tento alimentar-me melhor e ontem voltei a inserir o exercício nos meus planos. Espero que desta vez consiga manter o exercício de uma forma regular.

E que em Dezembro já exista menos de mim... para poder aproveitar bem o Natal e passagem de ano a enfardar.

29
Ago15

A desarrumada agora vê GoT.

Ora bem, comecei a ver Game of Thrones. Sim, rendi-me ao mainstream... e porquê? O Plutónio-man obrigou-me a ver. Obrigada Silent Man pelo nome que sugeriste para o meu homem grandalhão!

A parte interessante é que desde que comecei a ver só penso num ménage Café com Leite... sabem o que é? Era eu, no meio do Kahl Drogo e do John Snow... ai, isso é que era...


John Snow


johnsnow.jpg


 


 


 


Kahl Drogo


drogo.jpg


 

28
Ago15

Coisas estúpidas dos pornos.

Já vi porno suficiente para dizer aos meus caros leitores as coisas que não ME agradam minimamente... e decidi meter isto à noite para não ferir susceptibilidades...


 


Ora aí vai: 


 


- Quando a paxaxa da moça começa a fazer barulhos e o homem não pára com aquilo e ainda começa a meter "mais de força" (é algo que pode acontecer na vida real, mas nos filmes não acho muito excitante, já para não falar que quando me acontece entrar ar dói-me, mas isso sou eu claro);

- Quando sai cocó, ou xixi, de algum dos intervenientes (esta nem me vou dar ao trabalho de explicar);

- Quando a moça, tem ar de ter metido dois balões em cada mama e eles andam ali a saltar para cima e para baixo pendurados por uma faixa minúscula de pele;

- Quando a pila do gajo (na categoria huge cock ou black cock) tem um aspecto muuuuito falso, quase que parece que colaram uma pila de pástico por cima da original... será?

- Quando parece que os pêlos púbicos da rapariga foram colados no monte de vénus; passo a explicar: uma vez vi um vídeo duma french maid italiana (supostamente) que tinha um monelho de cavelo colado na parreca, era super preto e escuro. Juro que parecia colado, ninguém tem os pêlos assim tããão escuros e definidos num montinho;

- Quando nas categorias hardcore, gang bang e outras do género (que exigem alguma violência), a menina não está nem um pouco húmida. Faz-me impressão ver, a moça deve estar a sofrer horrores... será que são anestesiadas localmente antes de levar com o bráulio?

- Aquela parte inicial da gaja a esfregar-se toda, quando está sozinha em casa/piscina/escritório/garagem/jardim, e depois, do nada... "Ops!, parece que apareceu aqui um gajo para me foder" ou "Ops... este camera man tão simpático vai fazer o favorzinho de me vir ao pito!"

- Quando o gajo faz um sexo oral na gaja do tipo "cão a lamber um gelado", quer tocar, parece que está a tocar, mas a língua mexe, mexe, mexe, e nunca chega ao sítio que deve!

Isto e muito mais... não percam o próximo episódio porque nós... também não! 

27
Ago15

Sou tão desarrumada que... #2

1 - A minha mala de mão está cheia de tralhas indecifráveis/irreconhecíveis fossilizadas, ou que lhes quiserem chamar. Nomeadamente recibos das compras, batons, lenços de papel usados e não usados, 3 ou 4 canetas que vão acumulando, trocos, brincos, pulseiras, a carteira e outras coisas que tal... tudo muito bem organizadinho em várias camadas. Para saber quando perdi algo lá dentro costumo recorrer a datação por carbono-14. Normalmente resulta, mas nunca encontrei nenhum osso de dinossauro que me tornasse milionária.

2 - Costumo ler 4 ou 5 livros ao mesmo tempo porque me canso facilmente quando ando a ler muito tempo o mesmo. A minha mesinha de cabeceira possui em permanência uma pequena montanha de livros em cima, debaixo de uma camada de pó. Porque passo mais tempo no computador. Mas adoro ler na mesma, o vício do computador é que chama mais alto!


 


 

26
Ago15

A portar-me bem.

Hoje só comi doces uma vez. E foi para acompanhar a petite que está com o TPM. Eu também estou, mas isso não é importante. Acompanhar a colega de casa em fúria nuns docinhos, nunca fez mal a ninguém. E o meu estilo de vida saudável perdoa. Ai se perdoa! Bendito, és tu Fifi pelos chocolates suiços que me deste. E o geladinho de baunilha que andava pelo congelador também caiu muito bem.


 


O Fifi é um amigo meu de infância que está a viver na Suiça, não façam filmes. 


 


Admito, apesar de só sermos amigos agora, eu e o Fifi já andamos na marmelada quando tinhamos 14 anos (usei fio dental pela primeira vez para ele, o que é estúpido porque nessa altura não ia tirar as calças).

Não, não perdi os 3 com o Fifi.

Pág. 1/3