Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

a dESarrumada

Citações minhas: "eu se não gostasse de meter aqui baboseiras pessoais já há muito que não tinha um blog... é que sinceramente, não tenho mais nada de interessante para escrever."

a dESarrumada

Citações minhas: "eu se não gostasse de meter aqui baboseiras pessoais já há muito que não tinha um blog... é que sinceramente, não tenho mais nada de interessante para escrever."

30
Set15

Os reis da ficção.

Andava eu muito contente na minha busca de livros sobre nutrição (se conhecerem algum bom digam-me já!), entro toda contente no site da Bertrand e, completamente apanhada desprevenida admito, vejo os tops da categoria ficção:

1. Grey
2. O memorial do convento
3. Os maias


 


A sério Portugal??


Um livro do Christian Grey seguido de dois clássicos da literatura portuguesa?? What the fuck is goin' on???

27
Set15

Exigir de mais.

Bem, às vezes dou por mim a exigir de mais de mim própria.

Porque o faço? Não faço ideia. Acho que já não é defeito, é feitio. 

Quantas oportunidades já perdi por causa de ser assim? Não faço ideia. 

Se quero mudar? Quero.

Como? Não sei.

Passo a explicar, ando a tentar mudar de trabalho. E o simples facto de fazer uma simples conversação com a dona de um local que achei extremamente interessante para trabalhar deixa-me nervosa. E se o meu francês não for suficientemente bom? E se os meus conhecimentos teóricos e práticos não chegarem? E se tudo for "demasiado" para mim??

Porque sou assim? Será que não consigo levar de vez em quando as coisas numa boa, sem stress, relaxada!?!

Vá, calma desarrumada, vai tudo correr bem. Inspira, expira e relaxa.

Boa semana amigos.

24
Set15

Tenho que limpar o pó ao blog...

Ando num vazio criativo... a partir do momento que recebi comentários de crianças a posts mais javardos, admito que fiquei um pouco reticente com as coisas que meto aqui... a vós, meus caros, não vos faz confusão saber que crianças de 10, 12, 14 anos, lêem as bacoradas que nós para aqui escrevemos!?!

Eu sei que quando este vazio criativo for embora, esta apreensão passa-me logo, mas até lá este é o tema que me tem inquietado.

Beijos na... hmmm... no rabiosque! 


censored.jpg


 


 

16
Set15

Eu já... #2

... Implorei a um ex-namorado meu para me levar a casa depois de uma discussão em que ele me virou costas no meio da rua.

Isto passou-se com um ex meu de quem gostei bastante (falei dele no início do blog, lá por volta do dia dos namorados). Estávamos a discutir no meio da rua e ele virou-me as costas e começou a andar na direcção do carro. Sim, estávamos a discutir no meio da rua a altos berros, eram 19h da tarde, algo de que não me orgulho. Eu como estava na outra ponta da cidade de onde morava, fui a correr atrás dele e a chorar, a implorar-lhe para me levar a casa. Ele levou. Fomos o caminho todo sem falar e ele deixou-me onde precisava de estar, que era uma aula que começava às 20 horas. Entretanto uma semanas depois ele pediu-me um tempo... se quiserem conto-vos a história deste ex e de como tudo acabou. Mas só se quiserem... mais tarde acabámos definitivamente, depois de muito abuso psicológico, que eu considerava ser todo culpa minha. Sim, lidar com alguém tóxico, manipulador, egocêntrico, quando se tem baixa auto-estima nunca é fácil.

Resumindo: na altura era parva, não tinha auto-estima nenhuma. Hoje em dia se alguém me virasse as costas a meio de uma discussão eu não corria atrás de certeza. Preferia um milhão de vezes naquele dia ter faltado àquela aula, do que ter ido a correr atrás dele a implorar-lhe que não me deixasse ali. Basicamente dei-lhe o poder todo nesse dia, deixei-o tratar-me como um monte de merda e acabar comigo da forma que acabou, desumanamente. Viver, errar, para aprender. Nunca mais.

15
Set15

Coisas mesmo ridículas.

Meus fofos, juro que no fim de semana respondo aos comentários... vim só aqui mandar uma rapidinha.

Ora bem, encontrei uma pasta nas minhas imagens do computador que se chamava "ANTES" e só depois é que me apercebi o que é... há cerca de dois anos mais coisa menos coisa, ou seja antes de emigrar, tirei fotos a mim própria antes de começar a ir ao ginásio e a fazer dieta. Escusado será dizer que como trabalhava que nem uma escrava (13 horas por dia), nunca tive tempo de cumprir o meu plano de forma regular. Ou seja, fotos do "DEPOIS" é para esquecer.


O curioso e aqui é que está o cerne da questão, é que nessa altura em que me achava "gorda" pesava 60 quilos, e agora estou com 65 malditos... ou seja, acho que se pegar numa foto minha actual e meter como "ANTES", pegar na foto antiga e meter como "DEPOIS", será que isso me vai ajudar a enganar a mente e melhorar a auto-estima? 

O plano das fotos saiu-me furado. Só fez aumentar mais a minha frustração por ter ganho peso. Mas pronto, mulher é mulher, e tenho que pensar que continuo toda grossa... sim, literalmente mais grossa, mas isso não importa nada.

Pág. 1/3