Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

a dESarrumada

Citações minhas: "eu se não gostasse de meter aqui baboseiras pessoais já há muito que não tinha um blog... é que sinceramente, não tenho mais nada de interessante para escrever."

a dESarrumada

Citações minhas: "eu se não gostasse de meter aqui baboseiras pessoais já há muito que não tinha um blog... é que sinceramente, não tenho mais nada de interessante para escrever."

26
Jun16

Voltar. Balança da consciência.

Já vos disse noutras ocasiões que luto muito comigo própria com a vontade de voltar para Portugal um dia. Sei que uma parte de mim não quer fazer a sua vida toda em França, sei que a outra parte de mim sente que pode acrescentar valor na sua área profissional em Portugal, mas que a nível económico não está favorável para ninguém.


Sei que se calhar se não tivesse um namorado em Portugal talvez a vontade de voltar fosse menor, e também sei que existem coisas aqui em França na minha área profissional que não me agradam minimamente. Tudo isto me deixa confusa, entre a "espada e a parede emocional". Como se tivesse que decidir todo o curso da minha vida nos próximos anos. Por isso, dei a mim própria um prazo de cinco anos em França. Já estou quase a chegar ao segundo. Ainda faltam três. Decidi que vou juntar um pouco mais de dinheiro para o caso de querer voltar. Mas admito, querer voltar deixa-me com um "sentimento de culpa" que me assola todas as noites e todos os finais do mês quando vejo a conta, sei que não ganharia isto se ainda estivesse lá. Mas também sei que ganharia outras coisas que não tenho aqui. Sinto que tenho que meter amor e dinheiro numa balança e que sou jovem de mais para pensar nestas coisas, ou então velha de mais para voltar atrás nesta decisão... mas também sei que não preciso de decidir agora. Ainda faltam três anos, pelo menos é o que digo a mim própria para me descansar e conseguir dormir.


Gosto de desabafar aqui, talvez se encontre por aí outro emigrante com os mesmos pensamentos que eu, talvez isto não o ajude nada em termos práticos, porque sou só eu a lamentar-me, mas talvez ajude o facto de não se sentir sozinho se pensar como eu. Talvez alguém leia isto e pense "tão parva, em vez de aproveitar outro país e esquecer de vez Portugal, anda com estes pensamentos de culpa por não saber onde quer estar!"

Sim, é verdade. Se soubesse onde quero estar tudo seria mais fácil. Mas estar bem e saber onde quero estar é muito diferente para mim. Porque a verdade é que estou muito bem aqui, mas bem no fundo de mim eu sei que queria estar lá.

25
Jun16

Afinal passámos... aos coxões!

Não costumo falar de futebol, aliás, raramente falo de futebol aqui no blog... mas estou feliz por termos passado! Hoje até dei uma espreitadela no jogo só para ficar a par da situação... tirando um outro não há muito moço ali que se aproveite a nível facial, já quando olho para as nádegas e os coxões, ai-meu-Deus!!! Pernas e rabo de futebolista... que calor minha nossa! Venham, venham, a mim!

25
Jun16

Assuntos que estão na moda #6: Brexit

Visto a quantidade de pessoas que já vieram dizer estarem arrependidos do seu voto por diversos motivos, ou porque se sentiram enganados pela campanha leave, ou porque nunca pensaram que contasse para alguma coisa (wtf, quem é que vota o contrário da sua vontade??). E porque a Google já veio dizer que as buscas sobre "o que é a união europeia?" nos servidores do UK aumentou bruscamente desde ontem... podemos chegar à conclusão que este poderá ser O referendo da história da humanidade em que as pessoas votaram com plena consciência do que estavam a fazer e 100% informadas sobre as consequências que o seu voto teria para o SEU país e para todo um outro conjunto de países, que supostamente deveriam funcionar em união.


Demos graças por este momento histórico!


Amén.

22
Jun16

Um grande obrigado aos 30 valentes que passam por aqui todos os dias.

Estive a ver as estatísticas aqui do barraco. Sim, às vezes acontece-me querer ser uma blogger como deve ser, daquelas que verificam as "stats", os "followers" e as "views". 
Posso concluir que: as visualizações sobem quando meto um post novo, devem ser os desgraçados que subscreveram de volta, e que agora têm que levar com os meus devaneios nas suas Leituras.


Lamento malta.

Mas...


... reparei que nos dias em que não posto nada, nadinha de nada, há sempre sensivelmente 30 visualizações diárias. Deduzo portanto, que sejam 30 pessoas que verificam aqui o barraco diariamente para ver se há novidades (se não for não me digam nada, não me estraguem a felicidade!).


 


A esses 30 corajosos agradeço a paciência.

Passem sempre.

Beijos na bunda!

19
Jun16

5 coisas boas (ou não) do regresso das férias!

Yap, estive uns diazinhos em Portugal e agora voltei a França. Cheguei há pouco a casa. Amanhã é o tão ansiado dia de voltar ao trabalho... yeay! Apesar de toda esta felicidade queria partilhar algumas coisas com vocês que se têm tornado recorrentes sempre que volto das férias. Tão recorrentes que voltar a "casa" já nem saberia igual se não me deparasse com estes cenários:

Coisa boa nº 1: A casa cheira diferente. Não houve ninguém a cozinhar nela, as janelas ficaram fechadas, por isso chegas e deparas-te com um cheirinho a pó misturado com humidade que sabe sempre tão bem e enche o coração aos molhos.


Coisa boa nº 2: Cadáveres de moscas e borboletas (sabem aquelas que entram à noite se deixarmos a janela aberta?) espalhados pelo chão da sala.


Coisa boa nº 3: O saco do lixo que se esqueceram de tirar do balde do lixo continua lá impávido e sereno à vossa espera para ir dar um passeio! Oh sim, e o cheirinho que dele emana quando abrem a tampa é simplesmente a pior coisa que cheiraram nos últimos tempos... mas vocês aguentam, porque afinal, sabe bem voltar a casa, certo?


Coisa boa nº 4: Por falar em cheiros, e visto que como já devem ter reparado, sair de casa à pressa quando se tem um avião para apanhar é algo que acontece a muito boa gente, o lava-louça está perfeito com aquela pilha de pratos tão harmoniosamente alinhados e comida de vários dias ressequida. Quase que pensam incluir isso na decoração permanente da casa.


Coisa boa nº 5: Re-encontro com o nosso amigo cocó. Se forem como eu e tiverem um rabo muito esquisito com sanitas desconhecidas, dão por vocês quando estão de férias a fazer cocó no mínimo de dois em dois dias e com aquela sensação de que só saiu um niquito de nada. Ah pois, não há nada melhor que chegar ao sítio ao qual o nosso rabo chama casa para esvaziar bem as entranhas!


 


E pronto, com isto me despeço. Mas gostava de saber quais as coisas que mais gostam de encontrar/ver/fazer quando voltam de férias?

16
Jun16

Novidades.

Comprei um telemóvel novo que me "deixa" vir ao blog com mais frequência. Sei que alguns vão ter pesadelos com isto (a desarrumada a postar coisas do seu dia-a-dia não pode dar coisa boa!). Mas eu estou a adorar a ideia! Gostava era de sugerir ao sapo para criar uma app em que uma pessoa faça login mais rápido e eficazmente (género o sistema de one-click do Facebook!) E que vá directa à area de criação/resposta de posts!! Quem partilha desta ideia, toca a partilhar isto com o mundo! Ia ser tão bom... o início de uma era! Estás a ouvir sapo? Se isto já existe esqueçam o que disse e deixem o nome nos comentários. Beijos na bunda!

08
Jun16

Quase a desistir.

Aquela sensação de não querer estar mais numa relação, não por já não gostar da pessoa, mas sim porque quero estar sozinha. Será que estar sozinha pode ser uma escolha quando se abandona alguém de quem se gosta?


É que é tão difícil manter uma relação a esta distância. Já tive mais certezas do que ultimamente. Não sei o que fazer e muito menos como agir, como lidar com a situação. Tenho medo de estar a ser egoísta para com os sentimentos dele. Não queria ter de recorrer ao típico "não és tu, sou eu."

Pág. 1/2