Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

a dESarrumada

Citações minhas: "eu se não gostasse de meter aqui baboseiras pessoais já há muito que não tinha um blog... é que sinceramente, não tenho mais nada de interessante para escrever."

a dESarrumada

Citações minhas: "eu se não gostasse de meter aqui baboseiras pessoais já há muito que não tinha um blog... é que sinceramente, não tenho mais nada de interessante para escrever."

25
Set16

Esta semana inverto os papéis!

Vou estar no email do SAPO mais regularmente esta semana... quem tiver perguntas, opiniões, crónicas parvas que queira ver postadas aqui, quiçá coisas sérias, abrir uma rubrica neste espaço... sei lá! Hoje o céu é o limite!

Podem mandar mail para : adesarrumada@sapo.pt

 

Eu estou por cá para vos ler também :) até já! 

 

24
Set16

Hoje podia dizer tanta coisa...

Podia dizer como continuo "afogada" em decisões... como este vício do açúcar me está a meter numa situação desconfortável fisicamente e financeiramente... podia falar de como não me consigo controlar quando vou às compras, mas "ah e tal, só me acontece porque dei comigo com dinheiro a mais", como já ouvi alguém dizer-me. Ou então o famoso "não deve ser assim tão grave porque não estás obesa". Mas é preciso ser obesa para ter um distúrbio / vício alimentar? 

Podia falar da minha imagem corporal que está uma merda, de como tenho cuidado menos de mim a nível estético, de como me tenho desmotivado relativamente a muitos aspectos da vida. Podia falar de tanta coisa, das saudades que tenho de Portugal, das certezas que já tive e que já não tenho, e de outras que pensava não ter e que afinal tenho. Podia falar-vos do tempo, hoje esteve sol, já agora. Fui às compras a pé para trazer menos coisas, e mesmo assim trouxe chocolate. Podia falar-vos da falta de controlo que me assola nestes tempos. De como me sinto sozinha e de como me sinto perdida e sem saber como sair desta situação sozinha. Podia falar de tanta coisa e ao mesmo tempo não tenho nada para vos dizer... 

22
Set16

Obrigada.

Obrigada Sapinho (mais fofo) pelos destaques dos últimos tempos, principalmente por este!

Um texto que me diz muito e no qual depositei uma grande parte de mim.

Obrigada.

16
Set16

O inverno.

Chega o dia em que chove pela primeira vez depois de alguns meses de calor, abres a janela e a casa é invadida por aquele cheiro bom de terra molhada. Recordações de infância pululam na tua mente.

Sabes que sentirás para sempre esta sensação, quer tenhas 30, 40, 50 ou 80 anos. E agradeces teres sentido o cheiro da terra quando eras pequena. Agradeces ter brincado no meio dela, teres feito castelos e bolos de terra. Teres chegado a casa suja vezes e vezes sem conta. Teres brincado com o teu irmão no meio da terra. Teres tido o teu primeiro amor de infância na aldeia dos teus avós, e o teu primeiro beijo ter sido atrás de um arbusto, precisamente num dia de final de verão em que cheirava a terra molhada. Agradeces teres essa recordação. Teres tido a oportunidade de viver nesses tempos em que a vida era vivida um dia de cada vez.

Tens saudades, tu sabes que sim, é inevitável. As tuas amigas dizem que é isso que faz de ti alguém com coração. Tu respondes que sim, concordas, mas no fundo sabes que o teu coração já não está no teu peito, ele ficou lá, naquele tempo em que o cheiro a terra molhada era só o marco do final do verão. 

Como será a vida sem coração? - pensas. Sabes que estás a viver os primeiros anos do resto da tua vida. Sabes que tudo que virá agora vai roubar-te essas recordações. Em breve esquecerás o nome do padeiro, como jogar à cabra cega, o calor da lareira acendida pelo teu avô, o caminho para o jardim secreto da tua infância, como foi aquele primeiro beijo e a cor dos olhos da tua avó.

Se antes o cheiro de terra molhada significava o final do verão, agora significa o início do inverno. Já não sabes o que é o outono e a primavera, porque só o verão faz sentido para ti. O resto é frio, distância, saudade. É o inverno no teu coração.

 

15
Set16

Não é lavagem de roupa suja, mas...

Não consigo não partilhar convosco esta frase:

 

"Encontraram hoje na empresa onde trabalho mais uma ninhada de gatinhos lindos (...) Precisam da mãe mais uns tempinhos, (...) caso contrario levarei-os para casa."

 

Será que ela vai lavar os gatos em casa? Ou ela vai levar os gatos para casa? E quanto ao tempo verbal, ela conjugou o verbo no futuro ou no passado? Por Deus ajudem-me a desvendar tanto mistério!!! 

12
Set16

E não é que somos todas p*tas?

Encontrei este texto perdido algures pela Internet... até gostei da mensagem final, apesar de normalmente não partilhar este género de coisas. Gostava de saber a vossa opinião.

 

"Tudo puta! Já começam desde pequenas, na escola mesmo... Ao invés de irem estudar, iam fazer o quê? Beijar na boca atrás da escola, matar aula para ir pra casados amiguinhos... O que elas são? Putas! Mas não você, Juliana. Você não ficava se esfregando com meninos, se dava ao respeito. Só namorou de forma decente, na presença de adultos, como se deve. Quando vcê não quis transar com ele, o príncipe terminou, furioso, e contou pra todo mundo as baixarias que "fazia" com você. O quê você é, Juliana? Puta, claro! Seu nome tá pixado no muro das ruas... Que vergonha! Mariana, ainda bem que você não é burra como ela, de perder tempo com canalha. Você soube escolher, né? Namorou seu melhor amigo, perdeu a virgindade com ele, tudo muito lindo e romântico. Até que engravidou com 15 anos. O que você é Mariana? Uma puta burra. O problema dessas meninas é que não se dão ao respeito. Não são como você, Carol, que é da turma, da galera, anda de skate com os brothers, ouve rock, ri dessas "minas" idiotas que eles pegam. Ah Carol, mas andar no meio de um monte de homem é coisa do quê? De puta ou lésbica. Só você que não sabia? Tá todo mundo falando! Ainda bem que você, Aline, não tem tempo pra essas coisas. Nunca vi menina boa assim... Só estuda, só tem amiga menina, frequenta a igreja, vai casar virgem, com o primeiro namorado, só depois de formada. Se depois de casada, como o Senhor ordenou, vocês quiserem tirar fotos pra apimentar a relação, tudo bem, né? Dentro dos laços sagrados de confiança do casamento é diferente, não é como essas piranhas que saem se expondo em público! O moço da assistência técnica achou as fotos e publicou na internet... Já sabe o que você é né, Aline? Uma puta! Uma piranha que envergonhou a família, ainda por cima. Os amigos do teu pai estão batendo punheta nesse momento com a tua foto, Aline. Você é uma puta! Que vergonha! Nunca imaginei... Antes fosse um muro pichado na adolescência, Aline! Você não cai nessa né, Fernanda? Imagina, tirar foto pelada ou fazer vídeo... Hahaha Tá pedindo, né? Você é mãe de família, nem pensa nessas baixarias. Vive para os filhos e o marido! Nem precisa trabalhar... Soube escolher um homem bom. Até que, depois de 12 anos, o casamento desaba porque você deixou de ser interessante. Simplesmente seu marido se apaixonou por outra mais bonita, independente e que usa batom vermelho (coisa que ele sempre reclamou que você usasse). O motivo do término? Não importa! Divorciada e mãe solteira é o que, Fernanda? Puta, óbvio! Para os outros, você deve ter feito algo muito ruim para um homem desses não te querer mais! As amigas não vão querer você perto dos maridos delas, né? Com razão! Se vocês, Juliana, Mariana, Carol, Aline e Fernanda, ao menos se espelhassem na dona Maria... Uma viúva, 63 anos de pura dedicação para a família e para o trabalho, que hoje agradece à Deus a morte do marido, pois vivia sendo espancada... Nunca soube o que era prazer, na vida! Acorda às 5 da manhã, todos os dias, pra trabalhar pra sustentar filhos e netos e nem tempo pra vaidade tem! Mas dona Maria sabe... A beleza da mulher é a sua virtude, né? Mas, voltando do trabalho, tarde da noite e exausta, dona Maria foi estuprada... Se vocês, Juliana, Mariana, Carol, Aline e Fernanda, se espelhassem na dona Maria... Ainda sim seriam putas! Será mesmo que dona Maria estava vindo do serviço, às 4h da madrugada? Mulher que anda essa hora na rua e com esse tipo de jeans é o que? Puta! Tem que se orientar! Devia estar se oferecendo pro estuprador! E você, que está lendo? É, já foi ou ainda vai ser? Não se espante quando te chamarem de puta! Todas somos, fomos ou seremos... Infelizmente, essa é a sociedade de merda em que vivemos. Por isso, faça o que te der vontade, na hora que te der vontade; pois fazendo ou não, na boca dos hipócritas você é, já foi, ou será uma puta!"

Autor Desconhecido

12
Set16

Depois de chegar a casa de um fim de semana espectacular...

Só tenho a dizer que vale a pena sair de casa mesmo quando não temos vontade. Vale a pena aceitar aquele convite mesmo quando a casa está um nojo e queríamos ter o fim-de-semana para limpar. Vale a pena assistir a espectáculos que nunca tínhamos visto antes. Vale a pena. A vida vale a pena. Mesmo que este sentimento de não estar a fazer o suficiente a nível profissional me sufoque. Mesmo que a nível pessoal ache que podia dar mais de mim. Mesmo que este sentimento de estar "presa" devido à minha ansiedade me impossibilite de estar 100% presente no momento... vale a pena. Um dia hei-de descobrir a cura para isto.

09
Set16

Lavagem de roupa suja no Facebook | versão II #1

Desculpem maltinha, eu sei que era escusado, mas tinha que ressuscitar esta rubrica depois de ler o seguinte texto...

Nota: Dou um biscoito a quem contar todos os erros ortográficos! GO, GO, GO!

"Eu não entendo estas miúdas Agora posta mensagem que falem km homens no face . Aqui digo eu vcs r que provocam depois não querem receber coisas km vcs querem ouvir . Fogo infelizmente agora hoje em dia a culpa não é do homem . Mas sim de pitas que os pais não sabem tumar conta andam na rua a abrir as pernas e como hum homem não vai cair aos pés são más jovens né . Eu só para dizer putaria é uma profissão de muitos anos . Crianças deixam isso para elas mesmo parem de se andarem a foder por uma pila dos outros . Criada vem sim te meter no meu caminho k não sei se vou segurar me desta vez . Chegaaaaaaaaaaaaaaaa"

Pág. 1/2