Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

a dESarrumada

Citações minhas: "eu se não gostasse de meter aqui baboseiras pessoais já há muito que não tinha um blog... é que sinceramente, não tenho mais nada de interessante para escrever."

a dESarrumada

Citações minhas: "eu se não gostasse de meter aqui baboseiras pessoais já há muito que não tinha um blog... é que sinceramente, não tenho mais nada de interessante para escrever."

02
Nov16

O tal.

Parece que já o conheço desde sempre. A verdade é que quando olho para as fotos das nossas mães grávidas lado a lado, fico com a prova física de que já o conhecia desde o início da vida.

Aquele primeiro amor de infância. Aquele primeiro beijo atrás do arbusto, enquanto jogávamos às escondidas. A primeira desilusão quando ele mudou de cidade.

Com ele é fácil falar. É fácil combinar chamadas no Skype. É fácil confiar. Não sinto aquela necessidade parva de saber a toda a hora o que ele está a fazer. E o mais engraçado é que não sei porquê... estarei apaixonada? Já? Ou será que sempre foi ele O tal?

 

Ai dESarrumada, deixa de ser sonhadora...

 

A única coisa que posso ter a certeza é do que senti quando o vi no verão, depois de alguns anos de ausência, vê-lo ali, nas festas da terrinha onde brincámos, foi como se o tempo nunca tivesse passado, foi como se ele tivesse uma espécie de aura iluminada à volta dele. Foi como se o mundo incessante que existe na minha cabeça parasse para o olhar.  

Ele tem um magnetismo que me atrai de uma forma que não consigo explicar. Anseio as próximas férias. Quero ter a certeza de que tudo isto que sinto é real.

Quatro semanas e dou um saltinho a Lisboa. Até lá vou tentando acalmar o coração.

4 comentários

Comentar post